DMAD

Conferencista convidado – Paulo César Teles

conference_on debate_on video_off avaliacao_off

Poéticas interativas sensoriais sem toque:
conexões sistêmicas multi-cosmológicas em “mixed-media-arte”.

A construção de uma perspectiva de viés sistêmico para a apreensão de processos (multi)relacionais nos campo da Arte e da cognição advém da interligação de elementos, processos e conjunturas (Borriaud, 1998; Gianetti, 2006) decorrentes da trajetória que parte do propósito inicial de um projeto artístico até as suas “resultantes finais” vivenciadas e analisadas (Teles, 2009). Ao adicionarmos, um desencadeamento rizomático (Guattary, 1999) a partir de distintos contextos culturais, tecnológicos e éticos, passamos a lidar com um sistema “multiversal” composto de diversas cosmologias munidas de distintos modos de (inter)ação, compreensão e sensibilização junto à manifestações de caráter estético ou supra-informacional (Shobat & Stam, 2002).

Dessa forma, esta extrapolação multidimensional, entendida a partir de um prisma intercultural, conduz a diferentes compreensões acerca da natureza, função e entes envolvidos (autores, audiência) em determinados processos artísticos. Assim, procedimentos artísticos edificados em conjunto por autores oriundos de diferentes regiões do globo acabam por adquirir uma transdimensionalidade cultural desde a sua concepção até o seu acontecimento. Acrescenta-se também a isto, o deslocamento contextual da obra artística (displacement) e sua consequente ressignificação estética e contextual, vista e revista desde Hegel aos pós-estruturalistas.

A série de instalações artísticas multimídia “Árvore dos Desejos” (“The Wishing Tree”) ilustrará nesta conferência os fenômenos e pressupostos acima colocados e vivenciados pelo autor. Criado originalmente em parceria com a pesquisadora Moushumi De, trata-se de um conjunto de projetos artísticos inspirados nos folclores japonês (Tanabata) e indiano (Kalp-vriksh) – executados de forma parceira e coletiva em escolas, centros culturais e aldeias – que foi realizado em nove países de cinco diferentes continentes entre 2012 e 2019 e engloba diferentes fazeres artísticos como desenho, escultura, composição de materiais reciclados, produção musical, vídeo digital, desenho animado, algorítmica sensorial, dentre outros. Algumas delas foram ainda exibidas em museus e eventos em diferentes cidades e países dos quais foram construídas.

Esta apresentação será segmentada nas seguintes etapas:

0. Discorrer o background artístico tecnológico construído pelo autor no campo da media-arte em direção a processos interativos de natureza corporal e sem contatos;

1. Dimensionar a multidisciplinaridade envolvida proposta e acumulada no projeto “Árvore dos Desejos”, com destaque para a educação através da arte tecnológica;

2. Elencar e discutir algumas visões e ações ressignificadoras desde a sua primeira exibição e de que modo isto se aprofundou a partir de contextos geográficos, tecnológicos e éticos com cosmovisões cada vez mais distintas de nosso lugar de fala;

3. Analisar o grau de conexão intelectual-afetiva de naturezas inter e transcultural geradas por estes eventos.


21 julho 14:30 – 16:00

Palavras-chave:  cosmologia, media-arte, interação, transculturalidade.

Endereço de videoconferência: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/92539957427


Paulo César Teles

Midiartista, professor e pesquisador, é Graduado em Rádio e Televisão pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (UNESP); Mestre em Multimeios pelo Instituto de Artes (UNICAMP); Doutor em Comunicação e Semiótica (PUC) com Pós-Doutorado pela Escola de Comunicações e Artes da (USP).

É Professor de Ensino Superior desde 2001 e Professor Doutor junto ao Departamento de Multimeios, Cinema e Comunicação do Instituto de Artes (IA) da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP desde 2011, nos programas de Pós Graduação em Artes Visuais (Instituto de Artes) e em Divulgação Científica (Laboratório de Jornalismo Científico), no curso de Especialização em Design Gráfico e nos cursos de graduação em Artes Visuais e em Comunicação Social – Midialogia, do qual é o atual Coordenador de Graduação. É também coordenador do Grupo de Pesquisa ARTME (Arte, Tecnologia e Meios Emergentes: Desenvolvimento Artístico, Literacias e Transcultura) e membro pesquisador do Grupo de Pesquisa MANTIS (Cor, Matiz e Sintaxe Visual).

Com mais de trinta anos de atuação dedicada à produção artística, à pesquisa e ao ensino suas obras, pesquisas e trabalhos no campo da Arte Tecnológica – produzidos, exibidos e apresentados em mais de 20 países – se vertem aos processos interativos em mídias emergentes, à expressividade artística relacional e multissensorial, à interação inter e multicultural, e à educomunicação inclusiva e multiplataforma através da  Arte.