DMAD

Conferencista Convidada – Rosangella Leote

conference_on debate_on video_off avaliacao_off

Além da prototipagem: instalações e esculturas interativas impressas em 3D.

A impressão tridimensional atingiu popularidade com a principal finalidade de ser uma técnica barata para prototipagem rápida. Aos poucos, os desenvolvedores de action figures se tornaram especialistas na produção de peças para colecionadores e para comércio direto.

Tais peças são desenvolvidas a partir de modelos gratuitos encontrados facilmente na internet e também pagos, a depender da originalidade da forma ou direito autoral dela requisitado.

A produção em 3d também aglutinou muitos makers produzindo equipamentos de segurança e auxilio para o combate ao COVID19, popularizando a tecnologia.
Mas, qual uso os/as artistas estão fazendo das tecnologias de impressão 3D, descompromissados/as com a demonstração, planejamento ou reprodução de peças?

Nesta apresentação, trago algumas considerações a respeito desta especificidade de produção em escultura e instalação, partindo de um projeto que estou desenvolvendo, nomeado “Viridium”, composto por robôs semiautonomos e translúcidos, impressos em 3D. A base poética é a possibilidade de que a natureza tem de hibridar e evoluir espontaneamente, além de ser hibridada por manipulação genética. Tais objetos / seres não existem na natureza, entretanto, se referem a formas e simulam os comportamentos daqueles que habitam o mundo, nos diferentes reinos naturais. Apoio a argumentação em conceitos de Evolução, Ciências Cognitivas e Biomimética. Finalmente, trago o conceito de Artificação, desenvolvido por Ellen Dissanayake (2014), para alinhar os aspectos do fascínio da natureza que nos influenciam propondo que a biomimese é um modelo de ação poética que aproxima as pessoas da obra, mesmo que a coisa mimetizada seja deformada ou não imediata e conscientemente reconhecida.


Recursos adicionais

  1. Bioimpressora – biodetech https://www.youtube.com/watch?v=G964l9qgLWg
  2. Impressão direta no orgão https://www.youtube.com/watch?time_continue=59&v=_1eXqSSLJC4&feature=emb_logo
  3. Implante de titânio https://www.youtube.com/watch?v=xa3P5ZXLd2s
  4. Casa de dois andares https://www.youtube.com/watch?time_continue=3&v=2McO7HwuQ_I&feature=emb_logo
  5. Marte https://www.youtube.com/watch?time_continue=278&v=W4pxp5AGeNE&feature=emb_logo
  6. Suzete Venturelli – impressora de chocolate https://www.youtube.com/watch?v=yrg2ZKra42o
  7. Deliberator https://www.fabiofon.com/deliberator/
  8. Sandra Kaffka https://www.youtube.com/watch?v=RRbFdLuc7rw
  9. Viktoria vídeo ( 5:10 – 6:50) https://www.youtube.com/watch?v=K-kHHqkAvfA
  10. Viktoria (19:40 – 2023) https://www.youtube.com/watch?v=1CYxoDqXJ3o
  11. Studio Drift https://www.youtube.com/watch?v=MIvqBPJ0JNg
  12. Philip Beesley Holozoic (0:40 – 1:32)  https://www.youtube.com/watch?v=v86B9Nz_LVU
  13. Amatria (1:20 – final)  https://www.youtube.com/watch?v=VPMqSgk1RGk 

Viridis – Lux Castellum

Peça da instalação interativa “Viridis” (2019), que compõe o projeto “Viridium”. Objeto interativo com som, luz, odor, vapor e movimento. Impresso em plástico PLA. Dimensões: 45 X 45 cm.

Taxonomia
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridis
Classe: Viridiae
Filo: Iluminata
Gênero: Iluminatus

Lux Castellum, Rosangella Leote 2019, foto Waleska Timen

Tintinabulum – Lux Castellum

Peça da instalação interativa “Viridis” (2019), que compõe o projeto “Viridium”. Objeto interativo com luz e movimento. Impresso em plástico PLA. Dimensões: 30 X 30 cm.

Tintinabulum, Rosangella Leote 2019, foto Waleska Timen


22 julho 16:00 – 17:30

Palavras-chave: escultura, 3D, instalação, hibridismo

Endereço da videoconferência: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/91365024636?pwd=OEtFanVEZGFSa0Q2SG1PVGFMcFlRUT09


Rosangella Leote

Artista/pesquisadora com ênfase na produção entre Arte, Ciência, Tecnologia; Pós-doutora na Universidade Aberta (Lisboa-PT – Bolsa FAPESP); Doutora em Ciências da Comunicação (ECA/USP- CNPq).

Atua com Instalações Multimídias Interativas (SCIArts-Equipe Interdisciplinar – Prêmio Sergio Motta 2000 e 2005); em tecnoperformances; esculturas sonoras; objetos e instalações interativas; vídeos e outros.

É professora do Programa de Pós-graduação em Artes, Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista (UNESP). A pesquisa atual envolve estudos sobre multimodalidade e multissensorialidade com base na Neurociência. Possui prêmios e várias publicações na área.

É autora do livro ARTECIÊNCIARTE (Editora UNESP – 2015).

Email: rosangellaleote(at)gmail.com

ORCID: 0000-0002-0967-4728.

CV completo: http://lattes.cnpq.br/1592443578418038